quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Para inserir no armário (e no look): gravata slim

A gravata faz parte do traje social, digamos assim, "oficial". Casamentos, formaturas, roupas do meio corporativo, festas de gala. Em todos os ambientes e situações mais formais, ela completa o visual masculino com estilo e elegância. E para quem pensa que a peça é imutável, se engana. Nos anos 70, por exemplo, elas se tornaram mais largas, nos anos 80 receberam estampas que as deixaram divertidas. Isso sem falar na variedade de modelos e nós. 

Mas o assunto aqui é outro. Os mais novos precisam parar de pensar na peça como "coisa de gente grande" e incorporá-las nas roupas do dia-a-dia. Sim, elas não precisam vir necessariamente acompanhados com blazers e sapatos sociais. A peça é um clássico, mas quando usada com um toque de personalidade, deixam o look estiloso sem esforço algum. As vantagens? Mostra um estilo mais maduro, independente de qual for. As dicas abaixo é pensando exatamente nisso, para você adotar a gravata no seu armário e saber combiná-la com as roupas que você já tem, em três estilos diferentes:

1. O clássico: alfaiataria
O verão está aí e os shorts acima do joelho já se tornaram os melhores amigos dos dias quentes. Experimente combinar a peça com aquela camisa de mangas curtas lisa que você quase não usa e finalizar com uma gravata slim preta. Se o ambiente não é tão formal assim, experimente substituir a peça lisa pela estampada e prefira uma cartela de cores com pouca saturação e talvez até em tons pastel. Dispense acessórios, a gravata já faz o papel de todos eles.

2. O estiloso: com camisa xadrez
Tem muita gente que já olha torto para o xadrez porque, bem ou mal, ele está sempre na moda e é usado pelos mais diferentes estilos. O que é bom, uma vez que isso mostra que o padrão é eclético e bem aceito. Não necessariamente a peça ficou ultrapassada porque está sempre disponível nas araras. Experimente combinar uma gravata preta, simples, com a camisa xadrez e jeans. O acessório tira a peça do lugar comum.

3. O street: bonés, sneakers e jeans liberados

Se você não dispensa a composição street e acha que a gravata não vai combinar com o estilo, se engana. Jeans, sneaker, bonés, jaquetas. Com uma boa combinação de peças, o streetwear vai para outro nível com a gravata slim. Outra maneira de deixar a peça mais causal é investir em padronagens e estamparia divertida, mas cuidado: as peças, então, devem vir mais sóbrias e os outros acessórios, usados com cautela.

Espero que vocês tenham curtido. Vocês são adeptos da gravata slim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário