quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Diário de viagem: #Buenos Aires: O vôo eterno da GOL e o meu melhor jantar do ano


Eu dei uma sumida básica do blog nesses últimos dias, mas como muitos de vocês já sabem, eu estava acertando alguns detalhes da minha viagem para Buenos Aires. Acho que essa foi a viagem mais aleatória que já me aconteceu na vida. Espero que seja também umas das melhores!
Look da viagem: Chapéu Casa Cabana; T-shirt Leonardo Vieira; Camisa ELLUS; Calça Osmoze; Coturno Dr. Martens; Mochila JanSport.
No primeiro post eu já tinha dito que como eu resolvi viajar de última hora, acabei comprando uma passagem SUPER exótica, com conexões eternas e bem cara. Mas assim, eu não esperava que a conexão SP-ARG seria tão sofrida. A gente apenas ficou preso na sala de embarque do aeroporto de Guarulhos por 7 (SETE) fucking horas. E pra piorar a situação, na nossa "prisão" não tinha nenhum restaurante digno pra poder almoçar. Quando fui pedir na Polícia Federal para poder sair da sala de embarque, almoçar num lugar digno em SP e voltar pro aeroporto, eles falaram que para eu fazer isso teria que pagar uma pequena taxa de 30 doláres, equivalente a outra taxa de embarque. #Indignado. Resumindo: Passei o dia preso, vagando pelos Free Shops, comendo sanduíche congelado e bebendo cerveja Devassa, rs. 

Segunda parte tensa da viagem foi a eternidade que durou o vôo SP-ARG. Sério, tava demorando tanto pra chegar que eu pensei que o avião tinha sido sequestrado por anões mafiosos, afim de detonar a Casa Rosada. E ainda quase vomitei de medo com algumas - muitas - turbulências que rolaram durante o vôo. Chegar em Buenos Aires foi uma missão bem difícil, foi tipo passar do último chefão do Bomberman.

Agora vamos falar de coisa boa, assim que pisei na Argentina tudo começou a melhorar. Achei um taxista super simpático que falava inglês, me levou direitinho até o hotel e paguei bem barato. O hotel que eu estou hospedado é LINDO, todo trabalhado na Pop Arte (Vou fazer um post sobre o hotel depois). E eu apenas comi igual um leitão louco num restaurante muito delicioso aqui perto. Tipo assim, um bife gigantesco de chorizo, uma massinha ao molho pesto, kilos de batata frita e dois litros de Stella por apenas 230 pesos argentinos o casal. Já estou vendo que volto para o Brasil obeso.

Bom, depois ei volto pra contar mais algumas coisas e com mais fotos legais dos rolês. Hoje eu nem levei câmera no restaurante porque tava morto demais até pra pensar em fotografar alguma coisa. hahaha

Restaurante do dia:
Cantegril - Av. Corrientes, 4800. Buenos Aires, Argentina.

Beijos pro cs! :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário