terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Minhas 3 coleções masculinas de inverno preferidas

Não tem jeito, mesmo aqui no Brasil fazendo um calor infernal até mesmo no inverno, são dos desfiles internacionais, com todos aqueles casacos e peles, que surgem as tendências e até mesmo "inspirações" para as coleções apresentadas aqui no Brasil. Nossa moda ainda não é tão forte ao ponto de lançar tendência mundialmente (acredito que estamos chegando lá aos poucos), portanto, eu sempre acompanho todos os desfiles que acontecem pelo mundo pra saber o que anda rolando. Blogueiro exemplar, né? rs. Para não fazer milhares de posts falando sobre as coleções masculinas, como já vemos por ai em todos os grandes portais de moda, eu resolvi separar os meus três desfiles preferidos e mostrar pra vocês, certo? Bora lá ver!

Em primeiríssimo lugar 3.1 Phillip Lim. O desfile apresentado na semana de moda de Paris está realmente incrível. Looks bem jovens e ousados, peças que, com certeza, vamos chorar ao ver um Pelayo Diaz da vida usando e desejar até o fim de nossas vidas. Já têm algumas temporadas que o Phillip Lim fica entre os meus desfiles favoritos, mesmo com sua pegada meio dark, ele consegue misturar cores e texturas diferentes que dão uma cara menos séria para as roupas. Eu lembro de uma coleção, acho que da última temporada, que tinha um casaco laranja que eu sonho com ele até hoje (#Thristchy). Nessa temporada a coleção tem uma pegada meio motoqueiro do rock moderno (aqueles que inventa), mas sério, O Phillip imergiu no mundo dos motociclistas para desenvolver a coleção, mas trazendo uma releitura linda e nada caricata do que era esperado. Muito couro, tricô e tecidos estruturados, cores bem sóbrias e estampas, genialmente localizadas em suas peças. Eu AMEI as calças estampadas, meio navajo meio Natal, rs. A modelagem das peças são bem skinny, bem rente ao corpo, com exceção de alguns casacos e coletes mais amplos. Enfim, esse desfile vale a pena assistir e desejar bastante.

Em segundo, mas não menos importante, Givenchy. Até cego pode enxergar que nessa última temporada a Givenchy serviu de "inspiração" para MUITAS marcas brasileiras desenvolverem suas coleções. Não sei se vocês estão lembrados do post sobre o desfile da Osklen, pois é... As listras, o preto e vermelho, as estrelas, vários elementos que a Givenchy jogou no mercado, e os fashionistas aderiram bastante, apareceram também aqui nas coleções brasileiras. Acho que a Givenchy é uma das marcas do momento que mais lança peça "HIT" entre as pessoas que gostam de moda. Essa coleção foi basicamente uma carta de amor do estilista, Riccardo Tsci, para os Estados Unidos. Eu vi resumo, em poucas palavras, no blog Made in Brazil, e que é a descrição perfeita para essa coleção: A mistura entre o amor do Tsci pela Ámerica, Rock n'Roll e Robert Mapplethorpe (Fotografo norte-americano incrível). Como uma boa coleção de inverno, a da Givenchy também tem muito couro e moletom, mas o foco principal foi mesmo na alfaiataria, que deixou a coleção bem masculina e fácil de ser levada da passarela direto para as ruas. Nessa coleção tem uma jaqueta, bem estruturada (os ombros até lembram dos uniformes de futebol americano) que eu estou rasgando a roupa de vontade de ter uma, apenas. Os shortinhos de couro e as camisas toda estampadas ficaram por conta de deixar a coleção um pouco mais jovem e ousada. Eu usaria tudo. Mr. Tsci, onde eu passo meu endereço pra você me mandar a coleção completa? rs.

E em terceiro lugar, Rick Owens e o seu pirigotismo impecável. Esse desfile com certeza vai ser assunto de muitas conversas (regadas a muita cerveja) com os meus amigos pelos bares de BH. Eu sou sou fã master do Rick Owens desde a época que ele lançou aquela coleção que tinha uns saltos masculinas, vocês lembram? Essa coleção está simplismente maravilhosa, a pegada do Rick é bem mais conceitual do que as outras que eu citei aqui no post, mas com certeza eu usaria fácil muitas peças do desfile. O que já é de esperar da marca em qualquer estação (até no verão), muito couro na passarela e peças com modelagem mirabolantes. Eu achei esse desfile bem minimal futurista sem dar muito na cara. A silhueta de basicamente todo o desfile já é aquela que ficou como característica do estilista, calças justas, camisetas irregulares e casacos amplos. Rick Owens também mostrou uma peça, que eu identifiquei com uma aposta de alguns estilistas gringos, que é o robe. Eu tinha feito um post recentemente sobre a coleção de inverno da McQueen (que merecia um post separado), que também apresentou alguns casacos/trechcoat com a modelagens bem parecidas a de um robe. Será que essa moda pega?

Conta pra mim, quais foram os seus desfiles preferidos? E curtiram os meus três escolhidos? 

Um comentário: