quarta-feira, 11 de julho de 2012

Seu futuro não é mais importante do que o presente


Mais uma noite de insônia por aqui. Enquanto o sono não vem, uma das minhas diversões é responder e-mail e mensagens que vocês deixam pra mim pelo facebook. A cada dez mensagens lidas, a certeza de que essa nossa geração é a mais afobada e perdida de todos os tempos fica ainda maior. Acho que eu nem precisaria de tudo que vocês dizem para ter essa certeza. Eu, fazendo uma auto-análise, sei que sou a pessoa mais ansiosa, e, as vezes, perdida do planeta. Porém, uma das coisas que eu ainda consigo fazer é extrair o máximo de experiencia de cada momento que eu vivo na minha vida. Respirar fundo e esperar até que tudo aconteça na hora certa. O que eu vejo por aí são pessoas que entenderam errado o sentido da frase "Live fast, Die young". O negócio não é viver loucamente, atropelando as etapas da vida para alcançar logo todos os seus objetivos (que na maioria das vezes são profissionais), mas sim, viver intensamente. Viver cada momento como se fosse o único. Eu sei que esperar algumas coisas aconterem é um martírio, mas o que é conquistado com esforço é muito melhor do que o que vêm fácil. Isso não é balela.

Eu sei que não sou o mais velho e experiente do rolê, mas sei que já vivi bastante coisa que muitos vocês estão vivendo agora. E sério, a medida que a gente vai crescendo tudo só vai ficando mais complicado e até chato. Vamos com calma e aproveite cada momento. Quando a gente cresce aquele garotinho que você era apaixonado no colégio, já se tornou um tremendo babaca e já te fez sofrer o suficiente para você pensar duas vezes antes de se apaixonar. Ir ao shopping não é mais o programa para se divertir com amigos no final de semana. A hierarquia dos grupinhos populares do colégio, que você sofria ao enfrentar, agora não existe mais. O que têm agora é uma luta sem grupos. Cada um por sí e cada um querendo ser melhor do que o outro. As imagens coloridas dos livros vão sendo substituídas por páginas e mais páginas repletas de letrinhas minúsculas, de algo que muitas vezes você nem gostaria de estar lendo. As preocupações só aumentam, e pode ter certeza que deixam de ser sobre o ensaio da festa junina do colégio ou a prova final de português. Se antes você esquecia o livro de ciências e tava ferrado, agora você tá ferrado é quando esquece de tudo que aconteceu na noite anterior. Solidão, decepção e saudades deixam de ser apenas palavras do dicionário encapado com plástico colorido.


Se você for atropelando cada etapa da sua vida porque a ansiedade de saber o que vêm depois é maior do que a de viver, pode ter certeza que você irá perder as melhores coisas da vida. E pior, vai se tornar uma pessoa chata, sem experiencias malucas da adolescência para contar numa mesa de bar com os amigos depois do trabalho. Pensar no futuro é necessario, mas não deixe que o futuro seja mais importante do que o presente. Faça com o que o seu presente seja um passado gostoso de se lembrar, isso vai te ajudar muito no futuro.

3 comentários:

  1. Lindo texto, amei a última frase (:

    ResponderExcluir
  2. HUHUHU DIFÍCIL TIRAR à CABEÇA DO FUTURO! QUASE IMPOSSÍVEL. O "American way of life", HOJE, EM VERSÕES brasileiras, não deixa nos(em paz, impossibilita rs).Brincadeira! GOSTEI DO TEXTÍCULO!

    ResponderExcluir